Todas as mensagens na categoria: Uncategorized

SisHOSP concede entrevista para a SBIS

SisHOSP concede entrevista para a SBIS

A Sociedade Brasileira de Informática em Saúde, a SBIS, entrevistou o nosso diretor, Sr. Paulo Roberto Cappeloza onde foram tratados diversos temas pertinentes ao momento em que estamos passando.

Nesta conversa, ele conta um pouco mais sobre a história do SisHOSP, os aprendizados e a evolução pela qual a empresa vem passando, principalmente no contexto da pandemia e a importância da Certificação SBIS nos processos e desafios para melhorias contínuas.

Confira no vídeo abaixo:

Leia Mais
LGPD entrou em vigor

A LGPD entrou em vigor, e agora?

A Lei Geral de Proteção de Dados entrou em vigor e as Instituições agora mais do que nunca precisam se adaptar a essa nova filosofia.

Para entender a LGPD, é preciso estar ciente de que ela altera a titularidade dos dados pessoais. Eles deixam de ser algo que as empresas ou organizações “têm” para ser algo que eles “controlam”. Ou seja, a partir de agora as empresas precisam tomar novos cuidados no tratamento dos dados pessoais dos seus usuários.

Por isso, hoje preparamos 03 pontos importantes para você ficar de olho e adequar seu software de gestão para que sua instituição não sofra punições.

1) Seu Software é Certificado por uma empresa especializada?

Possuir um software certificado garante que ele passe por rigorosos processos de qualificação e segurança durante o ano todo.
A Sociedade Brasileira de Informática na Saúde, SBIS é responsável por fazer a aprovação dos principais softwares em todo o Brasil e o SisHOSP é um dos sistemas de gestão aprovados por eles.

Leia Mais
Treinamento Remoto na área da saúde

Treinamento remoto: como capacitar as equipes na área de saúde

Há algum tempo as empresas têm analisado a possibilidade de trabalho e treinamento remoto para seus colaboradores com o intuito de alcançar uma maior eficiência. Porém, a pandemia do coronavírus acelerou essa tendência e muitas empresas, de maneira repentina, tiveram que mudar seus processos e procedimentos.  Assim, o post de hoje vai analisar como o treinamento remoto pode ajudar a capacitar as equipes na área de saúde. Vamos lá?

 

A importância do treinamento dentro das organizações

Seja na área de saúde, assim como as mais diversas áreas, manter os colaboradores atualizados é um diferencial fundamental. Por isso, treinar e capacitar a equipe faz parte de qualquer estratégia de uma organização que visa o crescimento. Dentre os benefícios, têm-se:

  • Aumento de produtividade;
  • Diminuição da rotatividade de colaboradores;
  • Melhoria da motivação;
  • Aumento da confiança dos colaboradores ao desempenhar as suas atividades;
  • Maior qualificação da equipe.

 

Mesmo antes da pandemia, conseguir conciliar agendas dos profissionais para a realização de treinamentos era um desafio. Mesmo com o retorno gradativo das atividades na maior parte dos municípios, houve uma mudança intensa nas rotinas das organizações, principalmente em relação aos treinamentos presenciais. É avaliada a real necessidade do formato presencial e, não sendo essencial, a opção pelo treinamento remoto torna-se a mais adequada.

 

Principais benefícios do treinamento remoto

Além disso, com a gradual mudança da cultura, provavelmente esse formato continuará presente, pois traz diversos benefícios e flexibilidades.

  • Redução de custos;
  • Maior otimização de tempo dos envolvidos;
  • Aumento da familiarização com o uso da tecnologia;
  • Maior mobilidade.

 

Sistemas para gestão na área de saúde e o treinamento remoto

Muitas organizações na área de saúde, sejam elas clínicas, hospitais, residenciais seniores, instituições de longa permanência e clínicas psiquiátricas, têm buscado soluções tecnológicas inovadoras para integrarem seus sistemas. Porém, uma etapa fundamental para esta implantação é o treinamento. Se a empresa não fornecer e não tiver expertise em treinamento remoto, todo o investimento até então realizado pode não gerar os efeitos esperados.

 

Por isso, antes de escolher o sistema, é necessário conhecer a expertise da empresa.

A SisHOSP é uma empresa especializada em planejamento e soluções digitais para a área de saúde, sempre com tecnologia inovadora e integrada. E é isso que a SisHOSP faz: desenvolve soluções para agregar valor ao seu negócio. Para mais informações, entre em contato conosco.

 

Leia Mais
Absenteísmo em clínicas médicas

Seu Software não envia mensagem para confirmar a consulta dos seus pacientes? Então mude para SisHOSP

O absenteísmo de pacientes é um grande desafio para as clínicas médicas. E criar formas para diminuir os impactos do número de faltas acaba sendo um dos objetivos de uma gestão mais eficiente. Por isso, no post de hoje vamos entender um pouco sobre o absenteísmo de pacientes e como a tecnologia pode ajudar a superar esse problema.

 

Absenteísmo de pacientes: impactos para a clínica médica

Desta forma, definir estratégias e criar ações para reduzir faltas de pacientes é um objetivo comum das clínicas, pois o horário ocioso não pode ser recuperado. Assim, além da perda de tempo por parte do profissional que fica com essa lacuna na agenda, a clínica médica como um todo também deixa de gerar receitas. Vamos pensar em uma consulta cujo valor médio seja de R$250,00. Caso dois pacientes particulares faltem toda semana, no final de um mês são R$2.000,00 que deixam de ser faturados.

 

E como diminuir o absenteísmo dos pacientes?

Em primeiro lugar, é necessário entender quais são as principais razões que levam os pacientes a não comparecerem à respectiva consulta e nem a desmarcarem. Provavelmente um dos motivos é, simplesmente, esquecimento.

Assim, uma forma efetiva para diminuir esse absenteísmo de pacientes é realizar, com 24 horas de antecedência, a confirmação da consulta. Com isso, é possível diminuir o número de faltas, pois se o paciente cancelar a consulta ou exame, há tempo para encaixar outro no lugar. Porém, designar um profissional para esta atividade também gera custos para a clínica médica.

Então, vem o grande dilema: como realizar esse procedimento, que é eficaz, mas sem gerar novos custos para a clínica médica e nem sobrecarregar os colaboradores?

 

A tecnologia como aliada para a diminuição da falta de pacientes

Uma opção que pode trazer excelente resultado na diminuição efetiva da taxa de absenteísmo é adotar um sistema de gestão para clínicas médicas que, dentre as suas funcionalidades, ofereçam o recurso de envio de mensagem via WhatsApp para lembrar e confirmar o agendamento da consulta médica ou exame. No caso de um sistema integrado, a resposta dada pelo paciente é parametrizada e atualizada no próprio sistema (confirmando ou liberando o respectivo horário). Tudo isso feito de maneira integrada e automatizada.

 

Quer conhecer mais sobre essa funcionalidade de confirmação de consulta pelo WhatsApp integrada ao sistema de gestão? Fale agora mesmo com um dos nossos consultores e tire todas as suas dúvidas. A SisHOSP é uma empresa especializada em planejamento e soluções digitais para clínicas, hospitais, residenciais seniores, instituições de longa permanência e clínicas psiquiátricas, sempre com tecnologia inovadora e integrada. E é isso que a SisHOSP faz: desenvolve soluções para agregar valor ao seu negócio. Para mais informações, entre em contato conosco.

 

 

 

Leia Mais
Clínicas Médicas: Como Ter uma Gestão mais Eficiente?

Clínicas médicas: como ter uma gestão mais eficiente?

A gestão de clínicas médicas traz diversos desafios, tais como a parte financeira, estoque, rotinas, dentre outras. Por isso, no post de hoje vamos entender como ter uma gestão mais eficiente para as clínicas médicas. Vamos lá?

Clínicas médicas: principais desafios

Muitas vezes encontramos clínicas médicas sendo geridas por profissionais da área de saúde, com muita experiência na parte técnica. Porém, sem formação específica no âmbito da gestão e de negócios. Desta forma, a experiência acaba sendo construída na prática através de acertos e erros o que, muitas vezes, pode causar inúmeros transtornos.

Dicas para ter uma gestão mais eficiente de clínicas médicas

Quando falamos em organizações na área de saúde, quais são os principais pontos críticos que devem ser levados em consideração para uma gestão mais eficiente? Separamos aqui 3 (três) dicas bem práticas.

Dica 1: Organizar as rotinas

Os processos e rotinas diárias, se não bem planejadas e implementadas, certamente serão um motivo para a ineficiência da clínica, além de poder trazer impactos para as mais diversas áreas, como o atendimento e a percepção do cliente/paciente. Assim, é importante focar na otimização da gestão das seguintes rotinas:

  • Agendamento de consultas e exames;
  • Agendamento virtual pela web;
  • Gestão de prontuário;
  • Controle de exames.

Aqui, outra dica é adotar na sua clínica a assinatura digital que, certamente, trará agilidade para os processos, mantendo toda a segurança exigida.

Dica 2: Foco na gestão financeira

A gestão financeira é um dos centros nervosos de qualquer organização, inclusive quando se trata de clínicas médicas. Fazer uma boa gestão do faturamento é imprescindível. Um outro desafio quando o assunto está relacionado com clínicas médicas é a gestão de glosas: se essa administração não for controlada de maneira correta, certamente acarretará em grandes prejuízos para a clínica.

Ainda dentro da gestão financeira é necessário focar no repasse do pagamento aos profissionais para que não haja comprometimento do fluxo de caixa.

 

Dica 3: Criar parcerias estratégicas

Criar parcerias com empresas com expertise é fundamental para uma gestão eficiente de uma clínica médica, pois a experiência e a especialidade de terceiros são cruciais para o sucesso dos negócios.

E isso inclui parcerias com empresas especialistas em sistemas de gestão exclusivos para a área de saúde e para clínicas médicas. E é isso que a SisHOSP faz: desenvolve soluções para agregar valor ao seu negócio. Somos uma empresa especializada em planejamento e soluções digitais para hospitais, clínicas, residenciais seniores, instituições de longa permanência e clínicas psiquiátricas, sempre com tecnologia inovadora. Para mais informações, entre em contato conosco.

 

 

Leia Mais
Impactos LGPD na área de saúde

Os impactos da LGPD na área de saúde

Atualmente, com a digitalização da economia, percebemos que os mais diversos segmentos se encontram no ambiente online, mesmo aquelas áreas consideradas mais tradicionais, como a área de saúde. Com isso, surgem muitos desafios, principalmente em relação à segurança de dados. Por isso, no post de hoje vamos entender os impactos da LGPD na área de saúde. Vamos lá?

Afinal, o que é LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) é a lei que dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, cujo um dos objetivos é de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade. Assim, a nova LGPD traz impactos para todas as organizações que utilizam, de alguma forma, dados pessoais, independentemente do tamanho ou do segmento.

E o que isso significa na prática? Significa que a LGPD afeta todas as organizações e instituições que solicitam algum tipo de dado ao usuário ou paciente. Desta forma, é necessário que tais empresas tornem todos os processos transparentes em relação à coleta de informações.

Em relação aos pontos principais, a LGPD tem como pilares:

  • Finalidade: qual a necessidade de solicitação dos respectivos dados?
  • Transparência: o que será feito com os dados recolhidos?
  • Segurança: como os dados serão armazenados com segurança?

Além disso, outra questão fundamental é sobre quais são os dados pessoais que são protegidos pela nova LGPD. Basicamente, são duas grandes categorias:

  • dados pessoais: são informações relacionadas a determinada pessoa natural identificada ou identificável;
  • dados pessoais sensíveis: dados pessoais sobre origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político, dado referente à saúde ou à vida sexual, dado genético ou biométrico, quando vinculado a uma determinada pessoa natural.

 

LGPD na área da saúde: principais impactos

Os impactos da nova LGPD na área de saúde são muitos, pois as clínicas, hospitais, residenciais seniores, instituições de longa permanência e clínicas psiquiátricas lidam tanto com dados pessoais, quanto dados pessoais sensíveis. Por isso, é preciso criar processos e sistemas que não deixem tais dados vulneráveis.

Assim, é necessário, dentre as ações, a adoção de sistemas de gestão que utilizem a criptografia para a troca de mensagens. Lembrando que o não cumprimento das regras da nova LGPD podem gerar multas de até R$ 50 milhões, sem contar que afeta negativamente a reputação da organização.

Para evitar qualquer tipo de penalização, é necessário investir em tecnologias que atendam a todos os requisitos impostos pela nova LGPD.

Por isso, é necessário criar parcerias com empresas especialistas em sistemas de gestão exclusivos para a área de saúde. Fale agora com um dos nossos consultores e tire todas as suas dúvidas. Somos uma empresa especializada em planejamento e soluções digitais para hospitais, clínicas, residenciais seniores, instituições de longa permanência e clínicas psiquiátricas, sempre com tecnologia inovadora. E é isso que a SisHOSP faz: desenvolve soluções para agregar valor ao seu negócio. Para mais informações, entre em contato conosco.

 

 

 

 

Leia Mais
Tendências na saúde pós pandemia

As novas tendências e desafios para a gestão da área de saúde no pós-pandemia

Gestão na área de saúde: desafios e tendências para o pós-pandemia

A pandemia causada pelo coronavírus gerou mudanças profundas em diversas esferas: políticas públicas, mercado de trabalho, sociedade, dentre outros. Os empreendimentos da área de saúde, tais como hospitais, clínicas, casas de repouso, instituições de longa permanência, clínicas psiquiátricas, dentre outras também foram afetados, das mais diversas formas. Mas, passada a pandemia, o período pós-pandemia também trará muitos desafios.

Por isso, no post de hoje vamos analisar as principais tendências para a área de saúde no pós-pandemia. Vamos lá?

 

Área de saúde: principais tendências para o pós-pandemia

Devido ao alastramento da contaminação do coronavírus, os espaços tiveram que ajustar seus processos de higienização e, assim, adotar rotinas ainda mais rígidas. E, certamente, mesmo com o fim da pandemia, os pacientes e usuários continuarão exigindo e nutrindo expectativas que as organizações, principalmente aquelas na área de saúde, irão manter a higienização constante dos ambientes como um diferencial.

Uma outra tendência que se intensificou durante a pandemia do coronavírus e, certamente, irá permanecer é a ampliação da utilização da modalidade remota para diversas ações na área da saúde como, por exemplo, o teleatendimento.

Devido às restrições municipais e estaduais, muitos hospitais, clínicas e outros empreendimentos ligados a área de saúde tiveram que adaptar os seus processos. Isso fez com que as organizações da área de saúde ampliassem seus canais de comunicação, facilitando o contato com os usuários. Além disso, esses usuários tornaram-se também mais exigentes, esperando rapidez e agilidade nas respostas por parte das empresas.

 

Gestão na área de saúde: desafios e tendências

Não serão apenas os profissionais que terão que se adaptar à nova realidade que se desenha para o pós-pandemia. A tecnologia e os sistemas de gestão também precisarão responder a essas novas demandas e necessidades de uma gestão mais eficiente. Será fundamental que as organizações na área da saúde implementem sistemas de gestão que permitam processos de trabalho mais automatizados, inteligentes e seguros.

Por isso, é necessário ter parceiros especializados em sistemas de gestão exclusivos para a área de saúde, devido às suas particularidades. Fale com um dos nossos especialistas e receba uma consultoria gratuita. Somos uma empresa especializada em planejamento e soluções digitais para hospitais, clínicas, residenciais seniores, instituições de longa permanência e clínicas psiquiátricas.

E é isso que a SisHOSP faz: cria soluções para agregar valor ao seu negócio. Para mais informações, entre em contato conosco.

 

 

 

 

Leia Mais
CHAMADA PACIENTE POR VOZ

Seu software de gestão faz a chamada dos pacientes por voz?

Fazer a gestão das filas de atendimento em hospitais e clínicas não é tão fácil quanto parece.

Organizar os pacientes por prioridades, fazer a triagem de maneira eficiente e até mesmo distribuir as senhas de acordo com a ordem de chegada vai muito além da emissão de um pedaço de papel.

Por muitas vezes, alguns pacientes se perdem nos chamados de senhas ou não se atentam para o número mostrado na tela e complicam toda uma rotina de atendimento nos hospitais.

Por isso, a SisHOSP possui um software eficiente que é capaz de chamar o paciente pelo próprio nome, através do sistema de som da TV.

Assim, mesmo que o paciente esteja distraído em seu celular, ou realizando alguma outra tarefa, o sistema interrompe a exibição que está sendo feita na TV e chama o pelo nome, indicando para qual sala ele deve seguir.

Dessa maneira, você melhora o atendimento da sua instituição, gerando mais conforto para seus pacientes que não precisam mais decorar um número ou olhar toda hora que a TV emite um novo alerta.

Além de tudo, organizando o fluxo de atendimento no seu hospital ou clínica, você promove o bem-estar tanto dos pacientes como dos colaboradores que não precisam mais sair da sua função para procurar um paciente que esteja fora da recepção ou do pronto atendimento no momento da sua chamada.

Dessa forma você evita aglomerações desnecessárias, principalmente em momentos de pandemia como esse que estamos vivendo.

Vale lembrar que nossos clientes não pagam nada a mais para usufruírem desse benefício, o sistema de Chamada Eletrônica do Paciente faz parte do nosso pacote de produtos e você pode utilizar em seu hospital ou clínica sempre que quiser e houver tecnologia para o funcionamento.

Não deixe mais a fila da sua instituição desorganizada e monótona.

Mude para SisHOSP.

 

Leia Mais
Glosas causam medo nos gestores hospitalares

Porque as glosas causam tanto medo nos gestores hospitalares?

Glosa. Uma palavra tão pequena, mas que causa verdadeiros calafrios nos gestores hospitalares.

Sempre que falamos em glosas, logo criamos aquela cena em nossa mente de uma verdadeira guerra entre as operadoras e a rede credenciada.

Claro que essa situação é apenas hipotética, mas a grande verdade é que as glosas tiram o sono de qualquer gestor da saúde.

As glosas são um verdadeiro problema para ambos os lados. Isso porque ela prejudica o faturamento do hospital que necessita daquele valor depositado na data correta para cumprir com seus compromissos e também atrapalham as operadoras de saúde que tem que investir em recursos mais aprimorados para evitar fraudes enquanto poderiam investir em outros setores para ganharem mais eficiência.

 

Mas por quê as glosas ocorrem?

Em sua grande maioria, as glosas ocorrem porque as operadoras sofrem inúmeras tentativas de fraudes que causam prejuízos bilionários para essas empresas. Por isso, o processo de controle é muito rígido e qualquer erro no prontuário é sinônimo de glosa.

 

Como podemos reduzir o número de glosas?

 

A maioria das glosas administrativas e técnicas são causadas por falhas sistêmicas e de sincronismo entre as partes.

Diante desse cenário, um software de gestão eficaz ajuda o gestor e sua equipe a acompanhar melhor cada procedimento, automatizar as emissões de autorizações e assim evitar erros comuns na hora de preencher uma solicitação de procedimento.

Com o software também é possível evitar registros errados, medicamentos incorretos, quantidades equivocadas e até falta de assinatura e carimbos necessários para autorização do procedimento.

 

Glosas já correspondem a 4,19% da receita líquida dos Hospitais

Embora esse número pareça pequeno, as glosas tem crescido vertiginosamente no país.

Segundo dados da Associação Nacional de Hospitais Privados, as glosas já correspondem a 4,19% da receita líquida dos hospitais.

Conclusão

As glosas são um verdadeiro perigo para quem quer manter a saúde financeira do seu hospital ou clínica em dia.

Por isso, é de extrema importância tratar esse assunto com a devida atenção que ele requer.

Possuir um software de gestão eficiente por auxiliar sua equipe a reduzir os números de glosas e assim oferecer mais segurança às operadoras de saúde.

O bom relacionamento entre o sistema e as operadoras ajuda a aprovar as glosas em menor tempo e assim contribuir positivamente no faturamento da instituição.

Com o Sistema da SisHOSP você possui o módulo de Glosas que integra as informações de faturamento e financeiro, fornecendo de forma clara o que foi recebido, quando foi recebido e o que ainda falta receber.

Além disso, é possível controlar as glosas aceitas e as que serão reapresentadas.

 

Não deixe que as glosas atrapalhem o faturamento da sua instituição. Mude para SisHOSP.

 

 

 

Leia Mais
APP SisHOSP Prontuário à distância

SisHOSP lança APP Gratuito para auxiliar os médicos a acessarem o Prontuário Eletrônico à distância

A gente sabe que em momentos como esse, todos precisamos de ajuda.

Por isso, nós da SisHOSP desenvolvemos um APP Totalmente GRATUITO para que você, nosso cliente, possa acessar os prontuários dos seus pacientes à distância e diretamente do seu celular.

Com interface amigável e super intuitiva o APP funciona em todos os dispositivos e é super prático para o dia-a-dia do pessoal da saúde.

Ele ainda garante que você médico ou gestor não se exponha desnecessariamente para acessar o prontuário dos seus pacientes, bastando para isso um smartphone com acesso a internet

Entre em contato com nossa equipe de suporte e solicite agora mesmo a instalação.

Em tempos de pandemia ou em qualquer outra situação, Conte com a SisHOSP

Leia Mais
Iniciar Conversa
Precisa de ajuda?