Checagem beira leito: a importância da tecnologia para um atendimento mais assertivo

O erro de administração de medicamentos é um problema que acontece, acarretando danos para os pacientes, para os profissionais de saúde envolvidos e para a credibilidade da instituição. Além dos impactos financeiros.

Por isso, o uso da tecnologia para minimizar tais problemas é essencial.

No post de hoje vamos entender mais sobre a checagem beira leito e a importância do uso da tecnologia para um atendimento mais assertivo.

A segurança dos pacientes e a medicação

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) explica que a segurança dos pacientes está relacionada desde a preocupação de como os medicamentos são prescritos, dispensados, administrados e, até, monitorados nos estabelecimentos de saúde.

Desta forma, quanto melhor preparado estiver o serviço de saúde visando à prevenção de erros, mais seguro estará o paciente, não é mesmo?!

 

O que é erro de medicação?

Ainda segundo o Cofen, erro de medicação é qualquer evento evitável que, de fato ou potencialmente, pode levar ao uso inadequado de medicamento. Isso significa que o uso inadequado pode ou não lesar o paciente.

Além disso, o erro pode estar relacionado à prática profissional, aos produtos usados na área da saúde, procedimentos, problemas de comunicação, incluindo-se prescrição, rótulos, embalagens, nomes, preparação, dispensação, distribuição, administração, educação, monitoramento e uso de medicamentos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar, o hospital pode ser considerado um ambiente de risco para os pacientes, pois 2% a 7% experimentam algum evento adverso evitável, sendo que o mais comum está relacionado à medicação.

Outro ponto para ser destacado: especialistas na área apontam que os riscos aumentados para os erros de medicação estão relacionados com:

  • falha de comunicação;
  • erros de cálculos de doses;
  • administração incorreta;
  • falta de educação dos pacientes.

 

Checagem beira leito: a importância do uso da tecnologia

O que é checagem beira leito? A checagem beira leito funciona através de um sistema totalmente informatizado e integrado.

Desse modo, os registros médicos do paciente ficam disponíveis e podem ser acessados através de dispositivos eletrônicos.

De maneira prática, é utilizado o sistema no carrinho de medicação (de maneira móvel). Desta forma, a enfermagem lê o código de barras na pulseira do paciente, passa os respectivos medicamentos no leitor e o sistema compara se a medicação está adequada. Em caso de alguma inconsistência, um alarme é emitido.

Além disso, registra quem administrou a medicação e armazena sinais vitais do paciente, anotações e muito mais.

Para conhecer mais sobre o sistema checagem beira leito, fale agora mesmo com um dos nossos consultores e tire todas as suas dúvidas.

A SisHOSP é uma empresa especializada em planejamento e soluções digitais para clínicas, hospitais, residenciais seniores, instituições de longa permanência e clínicas psiquiátricas, sempre com tecnologia inovadora e integrada.

E é isso que a SisHOSP faz: desenvolve soluções para agregar valor ao seu negócio. Para mais informações, entre em contato agora mesmo conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar Conversa
Precisa de ajuda?