A LGPD entrou em vigor, e agora?

A Lei Geral de Proteção de Dados entrou em vigor e as Instituições agora mais do que nunca precisam se adaptar a essa nova filosofia.

Para entender a LGPD, é preciso estar ciente de que ela altera a titularidade dos dados pessoais. Eles deixam de ser algo que as empresas ou organizações “têm” para ser algo que eles “controlam”. Ou seja, a partir de agora as empresas precisam tomar novos cuidados no tratamento dos dados pessoais dos seus usuários.

Por isso, hoje preparamos 03 pontos importantes para você ficar de olho e adequar seu software de gestão para que sua instituição não sofra punições.

1) Seu Software é Certificado por uma empresa especializada?

Possuir um software certificado garante que ele passe por rigorosos processos de qualificação e segurança durante o ano todo.
A Sociedade Brasileira de Informática na Saúde, SBIS é responsável por fazer a aprovação dos principais softwares em todo o Brasil e o SisHOSP é um dos sistemas de gestão aprovados por eles.

2) Controle de usuários inativos

Você sabia que muitas instituições de saúde não fazem a inativação dos usuários que já saíram da instituição ?
O simples fato de não inativar um usuário pode fazer com que os dados dos usuários possam ser acessados por outras pessoas e muitas vezes divulgados de forma errada ou sem nenhum controle.
Com SisHOSP você consegue controlar e inativar usuários que não devem mais acessar o sistema.

3) Direitos de acessos aos usuários

Será que os usuários precisam ter acesso a tudo o que eles tem direito no sistema ?
Sugerimos que os direitos de acesso sejam revisados pelas Instituições, e que o usuário tenha acesso a somente aquilo que ele realmente precisa ter acesso.
É comum que ao ser feito o cadastro de um novo usuário os gestores optem por dar direito total de acesso ao novo cadastrado, porém, é fundamental que se analise o perfil dele para entender se realmente há necessidade de se liberar o acesso total para esse novo perfil.
Nosso software é capaz de restringir o acesso dos usuários em diferentes níveis para que informações preciosas não sejam vistas por perfis sem essa necessidade.

Por fim, a Lei Geral de Proteção de Dados veio com tudo e se sua instituição ainda não se adaptou é importante ficar ligado.

Se a sua instituição ainda não se adaptou, entre em contato com nossa equipe de especialistas e mude já para um sistema certificado e homologado pelo órgão oficial de informação em saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar Conversa
Precisa de ajuda?