erros-gestao-hospital

Quais os principais erros cometidos pelos Hospitais na Gestão da sua Instituição?

Quantas vezes você já se pegou analisando dados e planilhas da sua instituição para descobrir erros que estão causando prejuízos para seu hospital ou manchando a reputação da sua empresa?

Muitas vezes, esses erros podem ser causados por pequenos detalhes quase que imperceptíveis para o gestor se ele não tiver um bom sistema de gestão para auxiliá-lo. Os problemas mais comuns encontrados nas grandes instituições são: falha de comunicação interna e externa, dificuldade de acesso ao histórico de prontuários e dos planos de saúde, glosas médicas, mau gerenciamento de estoque e muitos outros.

Para melhorar o desempenho do seu hospital, você precisa antes de tudo, entender que o uso da tecnologia é uma questão de necessidade. Primeiramente porque o consumidor está cada vez mais exigente e ciente dos seus direitos, e segundo porque quem presta serviços na área da saúde sabe da pressão que é zelar pela vida dos seus pacientes e cuidar para que ele saia da sua instituição sem qualquer tipo de enfermidade ou queixa.

Por isso, investir em tecnologia e inovação pode trazer uma enorme vantagem para seu hospital em relação aos seus concorrentes.

Resolvemos então, preparar uma lista com os 05 principais erros cometidos pelos hospitais na gestão da sua instituição:

05 DICAS PARA EVITAR OS ERROS COMETIDOS PELOS HOSPITAIS NA GESTÃO DA SUA INSTITUIÇÃO:

01) FALHAS DE COMUNICAÇÃO INTERNA:

As falhas de comunicação interna são erros primordiais em todos os setores, inclusive da saúde. Esse tipo de erro é responsável pelo grande fluxo de processos dentro do Hospital. Uma vez comprometido, a eficiência e produtividade da sua instituição caem absurdamente.

Trabalhar de forma integrada, com envolvimento de toda equipe multidisciplinar, garante o alinhamento dos objetivos do seu hospital. Com o auxilio da tecnologia, os setores ficam integrados, as equipes trabalham de maneira eficaz e os registros ficam todos armazenados em um mesmo banco de dados, capaz de fornecer rapidamente todas as informações de um paciente para o gestor e sua equipe.

02) UTILIZAR SISTEMAS SEM INTEGRAÇÕES ENTRE SÍ PARA GERENCIAR CADA SETOR DA SUA INSTITUIÇÃO:

Outro erro grave cometido pelas instituições de saúde, está relacionado a utilização de sistemas diferentes e que não possuem integração entre sí para gerir cada setor da sua instituição, ocasionando o famoso retrabalho.

Utilizar tecnologias diferentes, compromete não só a gestão do seu hospital, como também a imagem dele diante dos seus usuários.

Adquirir um sistema de gestão capaz de integrar todos os setores é essencial para quem deseja suprir todas as necessidades de um mercado cada vez mais exigente. Os hospitais que já possuem essa integração, tem colhido bons frutos em relação ao fluxo de atendimento, gestão de estoque, controle de leitos e muitos outros recursos que auxiliam sua equipe em produtividade e otimização de recursos financeiros.

03) FALHAS EM GLOSAS MÉDICAS:

As glosas médicas tem sido uma constante dor de cabeça para as instituições. O preenchimento incorreto de uma conta, a divergência entre valores ou até mesmo a falta de assinatura do médico já são suficientes para que o repasse dessa verba esteja comprometido.

Um bom sistema, deve ser capaz de auxiliar a equipe na resolução desses problemas e contribuir para que a instituição receba seus vencimentos no prazo correto para que não comprometa a saúde financeira e o atendimento do seu hospital.

04) GESTÃO DE ESTOQUE INEFICIENTE:

Como já vimos em outros textos aqui em nosso blog, cerca de 20% dos medicamentos adquiridos pelo hospital são desperdiçados anualmente em decorrência da má gestão.

Por isso, controlar o estoque do almoxarifado e da farmácia é essencial para que sua instituição reduza os custos na aquisição de novos medicamentos.

Muitas instituições, por não possuírem um sistema eficiente para a gestão do seu estoque, acabam realizando compras sem planejamento, o que compromete ainda mais os recursos financeiros do hospital, pois as compras feitas em caráter emergencial muitas vezes são feitas sem o controle real do estoque.

Fazer um inventário de todos os ítens com registro de entrada e saída atualizados em tempo real é fundamental para que sua instituição deixe de cometer esse grave erro e assim reduzir perdas e desperdícios.

05) PADRONIZAR OS PROCESSOS:

Por incrível que pareça, em pleno século XXI, ainda é possível encontrar hospitais trabalhando sem um padrão de processo definido. Por não existir um padrão definido, muitas atividades são executadas de maneiras amadoras e cria-se com isso um verdadeiro caos dentro da sua instituição.

As consequências são sempre negativas, pois o usuário acaba se sentindo frustrado com o atendimento recebido.

Automatizar os processos dentro do hospital é imprescindível para quem quer fornecer um serviço de qualidade, ágil e eficiente.

Como bem sabemos, o sucesso ou fracasso de uma instituição de saúde está ligada a diversos fatores.

No entanto, se você adotar boas práticas e automatizar tarefas operacionais vai perceber que os erros na gestão hospitalar podem diminuir e muito.

O SisHOSP auxiliar sua empresa em todos os setores da sua instituição fornecendo dados essenciais para as tomadas de decisão. Se você procura um software eficiente e que se preocupa com seus usuários, você certamente escolherá SisHOSP.

Entre em contato conosco e receba uma apresentação gratuita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *